130 catadores se formam pelo programa Reciclar para Capacitar – Iniciativa irá qualificar ao todo mais de 2 mil catadores da cidade de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo realiza desde janeiro desse ano a qualificação de mais de dois mil catadores de material reciclável por meio do programa Reciclar para Capacitar. A ação é resultado do acordo de cooperação firmado em 2018 entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMTE), da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), além de contar com o apoio das secretarias de subprefeituras.

Na última quarta-feira (10), a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, acompanhou no CEU Inácio Monteiro, localizado em Cidade Tiradentes, o evento de formatura de 130 catadores que participaram das primeiras turmas do curso.

“A qualificação profissional é fundamental para quem procura por oportunidades de inserção no mercado de trabalho. O objetivo da secretaria é capacitar as pessoas por meio de cursos básicos e especializados, intermediação de mão de obra, estímulo ao empreendedorismo individual e coletivo. Para cumprir esta meta, a Pasta possui projetos como o POT [Programa Operação Trabalho e o Bolsa trabalho], além dos serviços do CATe [Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo], que possui oficinas de orientação para o mercado de trabalho”, explica Aline Cardoso.

As aulas estão sendo ministradas pela Fundação Instituto de Administração da USP (FIA), com conteúdo prático e teórico nas regiões de 11 subprefeituras: Itaquera, São Mateus, Mooca, Cidade Tiradentes, Campo Limpo, Sé, Pinheiros, M’ Boi Mirim, Jabaquara, Parelheiros e Capela do Socorro. O conteúdo lecionado utiliza linguagem de fácil entendimento, oportunidade de interação e utilização de recursos audiovisuais com conteúdos sobre a importância do cooperativismo, economia solidária, saúde e segurança no trabalho, organização social, entre outros.

“É um grande prazer participar e tornar este projeto em realidade. Mais de 90% dos catadores que estão participando dessa capacitação se formam e se preparam para gerar mais renda com o que coletam. Hoje vocês podem dizer que são catadores capacitados e formados”, afirma Tulio Rossetti,representante da Amlurb.

As subprefeituras recebem os alunos para a etapa teórica, enquanto o módulo prático acontece nas sete cooperativas parceiras distribuídas pela capital: Cooperleste, Cooperunião, Nova Esperança, Coopercentro, Coopamare, Cooperpac e Coopermyre.

“Antes de participar dessa iniciativa eu já era catador informal. O curso deu uma ‘oxigenada’ no que eu já fazia e, com a qualificação, aprendi a aproveitar melhor o que eu coletava, dando a finalidade adequada para cada tipo de material. O Programa Reciclar para Capacitar mudou a minha vida”, declara Israel Menezes, participante da primeira turma do curso para catadores de Cidade Tiradentes.

Além da qualificação, o programa promove dois postos fixos de atendimento voltados ao suporte às cooperativas, associações e grupos de catadores, com assessoria técnica de contabilidade, jurídica, administrativa e em economia solidária, um no Centro Público de Economia Solidária – Cambuci e outro na Unidade Produtiva José Bonifácio – Itaquera.

Em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, durante o curso os catadores serão mobilizados e orientados sobre a importância de sua inserção e de seus familiares no sistema do CADÚNICO, para a garantia de seus direitos sociais.

Também participaram do evento o subprefeito de Cidade Tiradentes, Oziel Evangelista, o representante da FIA, João Roberto, a supervisora de SMADS / CRAS Cidade Tiradentes, Cida Maria, o vereador Eduardo Suplicy e o coordenador de Projetos da FIA, Eduardo de Paula.

Fonte: Matéria extraída do site da Prefeitura de São Paulo.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.panoramacentral.com.br/130-catadores-se-formam-pelo-programa-reciclar-para-capacitar-iniciativa-ira-qualificar-ao-todo-mais-de-2-mil-catadores-da-cidade-de-sao-paulo/

Deixe uma resposta