Terraço do Martinelli será novo espaço gastronômico e cultural da cidade

Iniciativa faz parte do projeto de modernização da região central

O terraço do Edifício Martinelli voltará a integrar o roteiro cultural de São Paulo. Por meio de um programa de curadoria, o espaço receberá exposições e apresentações culturais. O observatório do primeiro arranha-céu da cidade vai contar ainda com um restaurante, um café e uma loja.

Leon Rodrigues/SECOM

A proposta faz parte do edital de concessão do espaço à iniciativa privada, que está em consulta pública. Na última sexta-feira (12), a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) e a SP-Urbanismoorganizaram uma rodada de perguntas com representantes de redes de restaurantes, que aproveitaram para conhecer o prédio.

Durante o encontro, o presidente da SP-Urbanismo, José Armênio de Brito Cruz, apresentou as propostas físicas e econômicas da concessão. A Prefeitura prevê investimento de R$ 3 milhões em infraestrutura, que ficará incorporado ao imóvel. A definição desses valores, no entanto, ocorrerá somente no documento final de concorrência.

A concessão do terraço do Martinelli faz parte do projeto Triângulo SP, que destina R$ 30 milhões para a revitalização da região central, visando transformar a área em uma referência turística. “Vamos ativar o centro da cidade, que tem muita infraestrutura, para entregar um Martinelli que a população possa utilizar”, afirmou o presidente da empresa.

Nesse sentido, o critério de seleção do concessionário estará pautado não apenas na manutenção do observatório, mas também no desenvolvimento turístico e na requalificação urbana do centro histórico. “Não nos interessa apenas a boa comida. O Martinelli ficará sob responsabilidade de quem entender o equipamento de forma íntegra, parte de um todo. Queremos receber visitação inclusive de escolas. A proposta é estarmos expostos para a cidade”, garantiu.

Ao mesmo tempo, a Prefeitura tem se dedicado à ocupação dos espaços públicos da região central, principalmente entre as ruas Benjamin Constant, Boa Vista e Líbero Badaró. “O Martinelli é um ponto de um projeto muito maior, que inclui zeladoria, assistência social e segurança. Esses serviços já estão sendo implementados”, disse o secretário adjunto de Turismo Alcides Fagotti Júnior.

O edital de concessão Martinelli será lançado até julho, com a entrega das propostas prevista para o final de agosto. O processo compreende os andares 25, 26 e 27 do edifício, que correspondem ao terraço, ao Palacete do Comendador Martinelli e aos salões. Além da visitação pública, a iniciativa prevê a exploração das áreas concedidas para eventos e atividades culturais e também a inauguração de uma loja. O prédio, que é símbolo da verticalização da capital, completa 90 anos em 2019.

A ideia é entregar o novo equipamento até o segundo semestre do ano que vem. Clique aqui para acessar a consulta pública.

Fonte: Matéria extraída do site da Prefeitura de São Paulo.

Link permanente para este artigo: http://www.panoramacentral.com.br/terraco-do-martinelli-sera-novo-espaco-gastronomico-e-cultural-da-cidade/