Dia 23/04/2019 acontece a 6ª edição do ContrataSP – Serão oferecidas 1.400 vagas exclusivas para pessoas com deficiência.

Ação da Prefeitura de São Paulo já garantiu a inserção de 10% dos profissionais com deficiência que se inscreveram nas edições anteriores.

A 6ª edição do ContrataSP – Pessoa com Deficiência será no dia 23 de abril, das 9h às 16h, no Expo Barra Funda, Rua Tagipuru, 1001 – Barra Funda – São Paulo – SP. A ação gratuita é organizada pelas Secretarias Municipais da Pessoa com Deficiência (SMPED),  de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), e pela Subprefeitura da Lapa.

Nesta edição, mais de 60 empresas já confirmaram presença e estarão no evento oferecendo cerca de 1.400 vagas exclusivas para pessoas com deficiência. Entre elas estão Latam, CIEE, Caoa, Sonda, Besni, Side Wolk, Petrolândia, Walmart, GPA, Mackenzie, Sesi São Paulo, Makro, Lojas Renner, Vigor, 99 Táxi, Grupo O Boticário. As empresas interessadas em contratar pessoas com deficiência ou reabilitados do INSS podem participar do evento preenchendo um cadastro até esta quinta-feira (18), por meio do site http://bit.ly/ContrataSP_Ed6_empresas  até o dia 18/04/2019.

O ContrataSP é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho para a inserção no mercado de trabalho de públicos específicos, promovendo o encontro de pessoas com determinado tipo de perfil para vagas especialmente selecionadas pelas empresas parceiras.

“Esta ação intersecretarial, realizada periodicamente, oferece o respaldo necessário aos participantes que podem contar com o suporte das equipes da SMPED e com a expertise dos técnicos do CATe – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo. As empresas também recebem nossa orientação, a fim de que ocorra o atendimento adequado às particularidades de cada candidato que procurar o serviço, Diferentemente do Mutirão do Emprego, o Contrata SP não gera grandes filas, já que realizamos o cadastro antecipado dos candidatos com agendamento do atendimento”, explica a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

As outras edições receberam um total de 4.400 inscritos e, até a última edição, 10% dos participantes já conseguiram emprego pelo projeto. Ao contrário do que muitas empresas afirmam sobre a falta de qualificação de profissionais com deficiência, um levantamento feito durante o ContrataSP apresenta outras informações. De acordo com o relatório elaborado pelo Observatório Municipal da Pessoa com Deficiência, 49,4% dos profissionais já concluíram o ensino médio e 14,9% deles têm ensino superior completo, ou seja, a escolaridade não é um problema.

Embora a falta de acessibilidade no local de trabalho seja outra questão apontada pelos empregadores, boa parte do público presente na 5ª edição do ContrataSP informou não precisar de adaptações. Tornar a empresa acessível é apenas uma etapa do processo, e, mais que isso, não adequar o ambiente de trabalho, segundo a Lei Brasileira de Inclusão, já é considerada uma forma de discriminação.

Segundo dados do Censo 2010 do IBGE, atualizados em 2017,  na cidade de São Paulo vivem 810 mil pessoas com deficiência. A Lei de Cotas (Lei Federal nº 8.213) sancionada em 1991 exige que as empresas com mais de cem funcionários destinem de 2% a 5% dos postos de trabalho para pessoas com deficiência, porém, ela nem sempre é cumprida.

“Ainda temos muito a evoluir na prática para tornar essa política afirmativa ainda mais efetiva. Hoje, a legislação é cumprida por apenas cerca de 50% das empresas sujeitas a ela. Os motivos são, principalmente, o preconceito e a ignorância, ainda latentes em empresários, executivos e, sobretudo, gestores de RH, que enxergam deficiência como incapacidade”, afirma Cid Torquato, Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência.

A inclusão como uma via de mão dupla

O trabalho significa dignidade e autoestima para as pessoas com deficiência. A partir da inclusão no mercado de trabalho, elas enxergam que são plenamente capazes de exercer funções no ambiente corporativo e na sociedade. A contratação de pessoas com deficiência exige algumas condições, como promover a acessibilidade no posto de trabalho e a capacitação tanto do contratado como das demais pessoas que já pertencem ao quadro funcional da empresa contratante. Certamente, esse é um custo muito menor do que o que as empresas vêm pagando em multas, como penalidade pelo não cumprimento da Lei de Cotas, o que leva a pensar que a questão pode estar muito mais relacionada à discriminação e ao preconceito do que à condição econômica das corporações.

Confira o relatório do Observatório Municipal da Pessoa com Deficiência a partir dos dados sobre a participação de pessoas com deficiência nas ações municipais para oferta de empregos: ContrataSP e Dia D.

Durante o ContrataSP alguns serviços são oferecidos aos candidatos, entre eles destacamos: orientação sobre benefícios previdenciários (INSS), emissão de carteira de trabalho (1º e 2º via) – CATe, orientação e elaboração de currículos (Catho), inscrição para cursos de qualificação profissional (Centro de Tecnologia e Inovação e Ser especial), processo seletivo para as vagas de estágio disponível na PMSP (CIEE).

Serviço: Contrata SP 6ª Edição
Local: Expo Barra Funda – Rua Tagipuru, 1001 –  Barra Funda – SP (próximo ao metrô Barra Funda)
Horário: Das 9h às 16h
Inscrições também pelo link: http://bit.ly/ContrataSP_Ed6_candidatos
Mais informações: Whatsapp (11) 99973-8710 ou Fone (11) 95638 7422
Empresas interessadas em participar do evento podem entrar em contato com o CATe até dia 18/04/2019 [email protected] ou (11) 95638-7422

Fonte: Matéria extraída do site da Prefeitura de São Paulo.

Link permanente para este artigo: http://www.panoramacentral.com.br/dia-23-04-2019-acontece-a-6a-edicao-do-contratasp-serao-oferecidas-1-400-vagas-exclusivas-para-pessoas-com-deficiencia/